domingo, agosto 21, 2005

Aniversário


Hoje faço um ano, que a instâncias da minha mulher, publiquei pela primeira vez na Blogesfera. Em boa hora o fiz, caso contrário, possivelmente não teria a oportunidade de conhecer pessoas tão interessantes, tão cultas e tão sensíveis como viria a suceder, criando-se entre todos uma verdadeira empatia.
Foram meses muito simpáticos de convivo blogosférico, que teve o seu ponto alto, como reconhecimento dessa empatia, o encontro pessoal no jantar do Fraternidade. Para todas as amigas um grande beijo, para os amigos um grande abraço. O texto de hoje é a republicação do meu primeiro texto, a 21/8/2004, ainda na Questãocontinuada.

A inteligência

A inteligência é a capacidade que permite a adaptação e o domínio de novas situações. Manifesta-se na compreensão, aplicação, interpretação e estabelecimento de relações e de conexões que tenham sentido. H.Remplein

A inteligência é o espírito universal da Natureza que se manifesta desde o mais ínfimo e simples organismo até ao mais complexo, de que fazem parte todos os seres vivos, que no seu conjunto formam aquilo a que chamamos vida, dependendo esta do equilíbrio harmonioso entre aqueles.
Os cientistas continuam a procurar o Santo Graal da Humanidade, ou seja, qual foi o nosso ancestral que pela primeira vez teve o privilégio de usar a inteligência, o que o distinguiria das outras espécies animais.
Esta procura da primeira inteligência só vem provar que a maioria das pessoas pensa que a inteligência é propriedade exclusiva do género Homo, mais especificamente do Homo sapiens sapiens se a graduarmos quantitativa e qualitativamente.
Atribuir ao Homo sapiens sapiens a exclusividade da inteligência, parece-me um fundamentalismo científico egocêntrico, mas qualificá-la em relação aos nossos antepassados, o erro é ainda muito maior.
Será que o Homo sapiens sapiens actual é mais inteligente que o Homo habilis, só porque este não tinha computador? Ou que o género Australopitecos era menos inteligente que o género Homo por não possuir um posição erecta tão desenvolvida?
Comparações impossíveis. A inteligência manifesta-se de acordo com as condições em que se vive e do que é necessário à sobrevivência. O que para nós não representa nada de importante como a feitura de micrólitos, estes objectos, contudo, foram indispensáveis à vida de quem os fabricou e são manifestação evidente da inteligência.
É a inteligência que permite o desenvolvimento tecnológico, e este o trampolim para a evolução seguinte.
Os nossos ancestrais, só com muita inteligência conseguiram evoluir, permitindo que nós sejamos o que hoje somos.
Viajemos ao futuro ao encontro do ser que habitará a Terra daqui a um milhão de anos, e imaginá-lo a encontrar um fóssil do Homo sapiens sapiens actual.
Não sei como será esse ser, mas de certo será tão diferente de nós que não pertencerá ao género Homo, mas a outro género devido às suas características muito mais evoluídas em relação a nós.
Possivelmente, na sua escala classificativa da inteligência, vai-nos classificar da mesma forma que nós classificamos o nosso ancestral Australopitecos. O computador para ele terá a mesma importância que uma pedra lascada tem para nós, tal será o seu avanço tecnológico. Da mesma forma que nós fazemos, ao tentarmos encontrar um ponto de partida para a inteligência, esses seres futuros, também possivelmente irão demarcar uma etapa a partir da qual a sua super inteligência começou a desenvolver-se.
Rude golpe no egocentrismo do Homo sapiens sapiens, que se julga ser mais inteligente do que os seus ancestrais. Deixar de ser o último patamar da inteligência, para passar a ser somente um degrau.
Os nossos ancestrais não podem defender a sua inteligência, esta é somente a que o Homo sapiens sapiens quer que fosse.

A inteligência não é exclusividade do Homo sapiens sapiens (homem moderno). Ela sempre esteve presente em todos os ancestrais do homem coma mesma vitalidade que existe hoje. Não era inferior, somente se manifestava de acordo com o ambiente em que viviam esses ancestrais e as suas próprias necessidades. A inteligência que dominou o fogo será inferior à que inventou a luz eléctrica? A.D.


Foto do André, no jantar do Fraternidade

22 Comments:

Blogger hfm said...

Parabéns e obrigada.

11:00 da manhã  
Blogger rajodoas said...

Meu caro amigo em primeiro quero felicitá-lo pelo 1º. aniversário do seu Klepsidra.A seguir pelo excelente post que constituiu o seu primeiro trabalho na blogosfera. E tal como muito bem refere as conclusões científicas de que nós somos especialmente os detentores de inteligência a vida tem-nos demonstrado que assim não é. Até as espécies não humanas consideradas
irracionais, demonstram-nos possuir também elas a sua inteligência. Com um abraço do Raul

11:12 da manhã  
Blogger lazuli said...

Em primeiro lugar, parabens, Augusto, que felizmente conheci juntamente com outras pessoas magníficas nesse jantar do Fraternidade. O acaso (ou melhor, o Fernando, e que ele não oiça chamar-lhe "acaso") levou-me a um grupo de pessoas que passei a ver como amigas, duma certa maneira que abandonou o mero virtual.
E a ti, o primeiro sítio onde parei aqui há poucos meses atrás, admirando a maneira sóbria e escorreita..e tão apaixonante, de escrever, de contar, a História de que tanto gostas, ou as estórias, ou a forma como vês o mundo, o ser humano, a vida, afinal..
E foi assim que começaste aqui, com o "monolito" do filme do Spielberg, a inteligência, que é como o fogo, que não pertence apenas ao homo sapiens sapiens..
Até sempre, espero! Um beijo da Fernanda.

8:15 da tarde  
Blogger Gustavo Almeida said...

Caro Amigo Augusto, obrigado pela inteligência e pelos constantes reptos para que libertemos e exultemos a nossa «intelligenzia».

Um ano é muito e pouco tempo.

Muito para uma formiga, pouco para o homem, nada quando comparado com o tempo de vida de um planeta, do universo...

Que durante muitos anos nos possa brindar no âmbito da blogosfera. Continue...

Obrigado por tudo.

10:48 da tarde  
Blogger paopbocca said...

parabéns e agradeço tudo o que tenho aprendido contigo...

um abraço e beijos ao resto da família.

11:37 da tarde  
Blogger Fernando B. said...

Amigo Augusto,

Antes de mais as minhas saudações, que julgo, não te dei hoje no nosso encontro pessoal, porque falámos sem parar de coisas bastante interessantes.

Blogues como o teu fazem imensa falta, pois enriquecem-nos interiormente. Aprender sempre, partilhar. Essa devia ser a postura de todos nós, pois o Conhecimento não pode, nem deve, ser pertença de grupos de "Iluminados".

O primeiro texto do Klepsidra não podia ser mais bem escolhido. Estou inteiramente de acordo com ele. Todos os seres possuem Inteligência que poderá estar mais ou menos desenvolvida. Para isso concorrem factores internos e externos, tais como o inato e o adquirido.

Salvo os indivíduos que nascem com deficiências congénitas a nível do desempenho intelectual, todos terão a oportunidade de desenvolver a sua inteligência, ainda que as condições externas, o ambiente em que se desenvolvem, lhes sejam adversas. Mas fico-me por aqui, pois talvez um dia destes eu escreva sobre o desenvolvimento dos seres que habitam este planeta.

Um grande Abraço,

11:40 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Através do Fernando, do Fraternidade, que me honra sendo meu padrinho no meu blog,cheguei aqui.A inteligência,felizmente,toca a algumas pessoas,e todos nós temos que agradecer que assim seja...Um beijo

8:50 da manhã  
Blogger Ana Teresa Bonilha said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

3:06 da tarde  
Blogger Ana Teresa Bonilha said...

Antes até de ler seu post sobre a inteligência venho parabenizá-lo por um ano de blog! Longa vida ao Klepsidra que tanto enriquece-me e certamente aos demais leitores. Venho também parabenizá-lo por parecer tão jovem! Não sei se esta foto é recente, mas parece muito bem. Sabia que tinha sido um jovem bonito, pela foto que posteriormente tinha colocado, mas vejo que continuas bonito:-)
Feito isso, agora vou ler seu post sobre a inteligência.

3:09 da tarde  
Blogger AnaP said...

Parabéns, Augusto! Beijinhos!

9:26 da tarde  
Blogger trintapermanente said...

a foto não podia ser mais bem escolhida. é bem emblematica da tua pessoa ;) o texto já conhecia, claro. também é emblematico do pai inteligente que tenho. deixo aqui um presentinho, sabes bem porquê.
"PARA MIM, NÃO HÁ NADA MAIS ELEVADO QUE A IDEIA DA INEXISTENCIA DE DEUS. O HOMEM INVENTOU DEUS PARA PODER VIVER SEM SE MATAR" Dostoievski
beijinho de parabens

10:50 da tarde  
Blogger Leonoretta said...

parabéns augusto. continua que eu gosto muito dos teus artigos. o meu blog fez seis meses no dia 19 tambem.

abraço da leonor

9:36 da manhã  
Blogger susana said...

Parabens Augusto. Que faça muitos.
Texto interessante esse da inteligencia. Realmente o Homo Sapiens Sapiens é muito egocentrico e julga que está acima de todos, animais classificados por ele como irracionais e também (se existirem) os extraterrestres. Mas nem todos os Homo sao inteligentes... basta ler ou ver os jornais.

11:56 da manhã  
Blogger Biranta said...

Parabéns ao aniversariante... Que conte muitos!

1:33 da tarde  
Blogger Mitsou said...

Pois. Bem me quis parecer que o comentário do dia 22 (atrasado, desculpa!) não tinha ficado. Ando com problemas "informáticos", amigo. Deixo-te um enorme abraço de parabéns pelo aniversário de um dos blogs mais interesantes da nossa comunidade. E um beijinho doce para a pessoa doce que tu és.

9:26 da manhã  
Blogger Carla said...

É sempre um prazer lê-lo...

12:11 da tarde  
Blogger Seila said...

Agusto,um grande abraço de parabéns!

7:56 da tarde  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Cheguei um pouco atrasada, mas com muita disposiçao para desejar-te muitas felicidades por este primeiro ano de blogosfera...espero que seja somente o primeiro, de muitos anos de boa companhia, caro amigo!
Muitas flores e muitos sorrisos para ti!

9:51 da tarde  
Blogger armando said...

Parabens Augusto.
Fica por cá muitos mais.

11:31 da tarde  
Blogger oasis dossonhos said...

PARABÉNS por uma forma de estar que se distingue pela qualidade do que publicas.
O meu pc está com problemas desde há algum tempo e nem sempre posso viajar na blogosfera motivo pelo qual me atrasei a festejar esta aventura!
E obrigado por este encontro feliz, ainda virtual.
Abração
Luís

11:21 da tarde  
Blogger Estrela do mar said...

...venho atrasada, mas com muita vontade de te desejar MUITOSSSSS PARABÉNSSSSSS...e que continues sempre com esta "sede" de escrever...

Beijinhos.

11:58 da tarde  
Blogger Cecília said...

oh Augusto,
desculpa! só agora dei por isto!
PARABÉNS!!!!!!!!
um grande abraço.

7:40 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home