domingo, maio 18, 2008

Liberdade

Convêm concluir que:

Liberdade não é um bem individual nem absoluto de utilização indiscriminada.

Liberdade é acima de tudo uma interacção entre os homens que se pauta pelo respeito mútuo, respeito esse, que é assegurado pela ordem.

Liberdade sem ordem não passaria de um mero exercício anárquico de consequências graves para os valores civilizacionais.

Liberdade evocada como um direito, em prejuízo dos outros com quem interage, seria só por si, uma atitude que prejudicaria a liberdade.

Liberdade não é fazer o que se quer, mas fazer quilo que a razão do respeito pelos outros permite.

Liberdade é um bem que só lhe reconhecemos o valor quando o perdemos, e a perda é o resultado da falta de respeito.

11 Comments:

Blogger **Je Vois la Vie en Vert ** said...

Tenho esta frase sempre na cabeça mas não sei de quem é " a minha liberdade acaba quando começa a do próximo".
Adorei o teu comentário sobre o chocolate mas também queria te fazer a mesma pergunta a ti que estavas com o chocolate a te escorrer pelos cantos da boca : "Serão sõ os belgas a terem carências ?????
Entre nós, acho que não são carências mas necessidades de... potássio, ferro ou magnésio. Comer chocolate é tratar da saúde !
Não achas ?
Beijinhos verdinhos com sabor a chocolate...

2:59 da tarde  
Blogger AJB - martelo said...

pois é... ainda me lembro da expressão "exijo as minhas liberdades...", depois do 25 de Abril, como processo para cometer exageros...
abç

7:03 da tarde  
Blogger Diogo said...

Infelizmente a perda da liberdade é muitas vezes o resultado da falta de respeito de meia dúzia que se arvoram em iluminados.

10:38 da tarde  
Blogger hora tardia said...

"Liberdade é acima de tudo uma interacção entre os homens que se pauta pelo respeito mútuo"
_________cito.te________.


lúcido e atento.

experiente e humanista.



beijo.


.
P.s.(a minha ausência é só fruto de uma operação ...mandei a tíbia e o perónio às urtigas e plim...agora é só dor)

:(

9:52 da manhã  
Blogger Dad said...

A liberdade é um sentimento.É um estar.
Podemos sentir-nos livres dentro de uma prisão e quantos de nós não se sente "engaiolado" na sociedade que construimos?

Beijinho Augusto,

10:59 da manhã  
Blogger Clitie said...

Hoje apenas para deixar um beijinho, havia muito que não o visitava!

3:34 da tarde  
Blogger Jorge P.G said...

Bom dia.
Vim cá por recomendação da Isabel do " A ver o mar", uma colega de profissão e amiga da Blogosfera.

Liberdade é bem tudo o que afirma.
Acima de tudo implica responsabilidade e cultura, esta no sentido de se ser capaz de entender que se pode ter a coragem de pensar mas de forma responsável quanto ao que se pensou.
Isto mesmo já dizia o saudoso Jorge de Sena, numa daquelas crónicas que há muitos anos escrevia para o Diário de Lisboa, creio, e que compilou um dia num livrinho chaamdo "No reino da estupidez".

O conceito de liberdade não foi bem explicado quando ela surgiu.
os pais não sabiam o que era e assim, não souberam explicar aos descendentes as diferenças entre «Liberdade» e «libertinagem».
Então, muitos filhos desses filhos continuam a confundir estes dois conceitos, sem que as várias políticas educacionais e culturais do país tenham feito algo de verdadeiramente corajoso, e útil, e necessário, para os esclarecer das diferenças.

Saudações cordiais.
Jorge P.G.

6:14 da manhã  
Blogger contradicoes said...

Concordo inteiramente com o teu raciocínio amigo Augusto. Mas como muito bem sabes existe um sem número de pessoas que não a sabe usar ou a interpreta mal. E o mais grave ainda é que desse número de pessoas fazem parte muitos jovens que deveriam estar devidamente elucidados quanto ao uso da liberdade mas infelizmente não estão. Aquele abraço do Raul

11:08 da manhã  
Blogger Sophiamar said...

O uso indiscriminado da liberdade, confundindo-a com libertinagem, é meio caminho andado para a perda dela. Espero que isso não aconteça porque nós, os mais velhos, já conhecemos o amargo de boca que nos traz.

Deixo-te beijinhos e desejo-te um bom fim de semana.

11:20 da manhã  
Blogger Å®t Øf £övë said...

Augusto,
A Liberdade é muito boa, e todos temos direito a ela. No entanto eu muitas vezs me pergunto se realmente vivo em liberdade, ou se ela é apenas aparente, porque me fazem crer nela, quando na realidade não ma dão.
Abraço.

11:13 da tarde  
Blogger Å®t Øf £övë said...

Augusto,
Venho deixar-te um forte abraço.

11:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home