quinta-feira, fevereiro 17, 2005

Em tempo de eleições vale a pena recordar



Que a democracia é um governo em que a soberania é exercida pelo povo, ou seja a organização interna do Estado em que cabe ao povo a origem e o exercício do poder político, e em que o povo é governado pelos seus legítimos representantes. Assegura, pois, a simbiose e a intercomunicação entre os governantes e os governados, no contexto de um Estado de Direito.
A democracia é uma vivência popular, cuja existência depende fundamentalmente da formação pedagógica do povo.
A formação da opinião pública é essencial, quer ao nível da componente participativa de todos os cidadãos, quer na escolha dos seus representantes, quer no controlo das decisões dos órgãos do poder político. Sem um espírito esclarecido, a democracia é um logro, ficando-se por um mero exercício de competição pelo poder entre grupos de interesses.
A complexidade da moderna sociedade, exige uma maior interferência dos cidadãos nos vários processos de decisão, uma maior transparência da actividade do “estado-administração”, e a observância dos programas eleitorais, fundamento da opção de escolha.
Sendo democracia implicitamente participativa, também o é representativa, na qual os partidos políticos assumem um papel fundamental, pelo que devem estar estruturados, internamente, com uma democraticidade actuante. Daí a necessidade, para além da ética que nenhum texto poderá substituir na prática política, existir uma lei dos partidos, que regulamentasse o seu funcionamento democrático.
A democracia política sem o complemento necessário de democracia social e económica não passará de um mero axioma de direito público.

7 Comments:

Blogger jorge said...

olá augusto,
não tive tempo nem cabeça (a gripe a gripe...) de ler o teu post anterior. poderias enviá-lo por mail? não quereria deixar de o ler, como sempre. obrigado desde já e um abraço.

11:06 da tarde  
Blogger whiteball said...

Ora...dizes bem: há que lembrar certas coisas! Gosto de te ler (repito-me, mas pronto...) bjs, WB

8:56 da tarde  
Blogger BlueShell said...

Olhai que o Mocho...está “noutra”!!! Depois de ter tido uma “visão”...passou-se!
www.mocho.weblog.com.pt

5:56 da tarde  
Blogger boavida said...

Já sei que esteve lá, na mesa do costume, e deixou um interessante contributo. Lamento não lhe ter oferecido a bica, mas, de facto, só me apercebi quando saiu.
Hoje aproveitei o dia e vim "saber um pouco mais de si".
Gostei muito do seu blogue.
Parabéns

6:08 da tarde  
Blogger Águas de Março said...

Olá Augusto!
Já não sei o que entender por democracia. O que me parece é que batemos no fundo e sucumbimos à pior depressão colectiva desde a revolucão dos cravos.
Temos um grupinho de pavões incompetentes, e parece-me que mais nada..
Desculpa, mas hoje está assim.
Beijo

9:53 da manhã  
Blogger armando said...

Quem disse que somos um país democrático?
Nunca tivemos tradição democrática.
A democracia pratica-se e sente-se no dia-a-dia, pelo respeito, pela exigência, pela participação. Enfim...

Infelizmente estas questões políticas já deixaram de me preocupar. Resignação? Não, apenas uma questão de sanidade mental.

12:30 da tarde  
Blogger Fernando B. said...

A Democracia deve ser permanentemente construída por todos os cidadãos. Todos têm o dever moral de participar. Bem bastam, para nós, portugueses, os 48 anos de trevas, que a maioria dos cidadãos permitiu, mas que um punhado de Homens e Mulheres ao longo desses anos, sacrificando-se, sofrendo as piores humilhações físicas e morais, pondo em risco a própria Vida, proporcionou o caminho para a aprendizagem da Liberdade e de todos os valores inerentes de uma verdadeira Democracia.

Quanto ao funcionamento interno dos Partidos e com o mesmo espírito expresso no parágrafo anterior, penso que é matéria que cabe aos seus militantes. Ou seja, os militantes, devem bater-se em sede própria pelo que entendem dever ser o funcionamento dos seus partidos ao invés de procurarem externamente protagonismos que normalmente descambam na negação de tudo o que até aí diziam defender. Creio que para bom entendedor...

Um Fraterno Abraço,

11:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home